Connect with us
http://selecaoalvinegra.com.br/wp-content/uploads/2019/02/ANUNCIE.jpg

Notícias

Botafogo regulariza o Ginásio Oscar Zelaya para o NBB 19/20

Published

on

Casa alvinegra ficou em obras por aproximadamente duas semanas por conta de exigências da Liga Nacional de Basquete

Tudo resolvido. O Botafogo encerrou as reformas no Ginásio Oscar Zelaya e, após inspeção da LNB, a casa do alvinegro no NBB está liberada para receber jogos com mando do Glorioso. A estreia em casa será no próximo dia 29/10, contra o Paulistano, às 20h.

Desde a temporada 18/19 da elite do basquete nacional o Botafogo já era avisado sobre a capacidade do seu ginásio (720 lugares). A Liga Nacional de Basquete autorizou por um ano para que o alvinegro pudesse organizar uma nova estrutura do local. Ao término do último torneio, o comunicado sobre a reforma chegou e o Glorioso correu contra o tempo.

Na última semana, a equipe do Seleção Alvinegra entrou em contato com o Diretor Geral de Esportes, Gláucio Cruz, que garantiu o cumprimento de prazo para a reforma do ginásio de General Severiano. Na noite da última quinta-feira (24), as obras foram finalizadas e veio o aval da organização do NBB. As obras fizeram com que a capacidade aumentasse para mil lugares, número mínimo exigido pela Liga.

Jornalista em formação, atualmente nos Canais Fox Sports Brasil. Na cobertura dos esportes de quadra do Botafogo.

Clique para Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias

Com exclusividade, VP jurídico explica sentença do “caso Arão”

Published

on

Nesta quarta-feira, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu que o volante Willian Arão deve pagar R$ 3.920.760,00 de indenização ao Botafogo por reparação de perdas e danos. O Glorioso pedia cerca de R$ 20 milhões, valor imposto como multa no contrato original.

Em conversa com o nosso repórter Wellington Arruda, o vice-presidente jurídico do clube, Domingos Fleury, comentou o caso:

Primeiro, temos que destacar a maratona que o clube cumpriu. Perdeu em duas instâncias no Rio. Agora veio a instância final, que deixou claro questões muito relevantes.

Primeira questão: que o senhor Eduardo Bandeira de Melo aliciou o Arão; segunda questão: que o senhor William Arão agiu de má fé porque não cumpriu um contrato lícito celebrado com o Botafogo.

Essas duas questões são muito importantes. O aliciamento e total falta de ética do ex-presidente do Flamengo, sr. Eduardo Bandeira de Mello, e a má fé do atleta, que não honrou um compromisso que ele assumiu anteriormente. Isso foi muito importante, porque até então o Botafogo estava perdendo tudo. O julgamento de hoje colocou em destaque essa situação“, declarou Fleury.

A decisão final

São aproximadamente 4 milhões que o atleta tem que pagar ao Botafogo. Em razão do contrato que ele assinou com o clube ter sido considerado válido. Isso vai retroagir lá na data que o Botafogo depositou o dinheiro na conta dele e ele devolveu, isso ocorreu em novembro de 2015. Então nós temos argumentos de que o Flamengo é responsável por isso.

Porque essa decisão do TST volta no tempo. Ela vai lá em novembro de 2015 e diz que o depósito que o Botafogo fez foi válido. Então temos argumentos para tentar responsabilizar também o Flamengo pelo pagamento. Mas a decisão em si só condenou o atleta“, completou Domingos.

Prazo para pagamento

O prazo é assim que o processo for baixado. Assim que isso acontecer, nós vamos intimá-lo para fazer o pagamento. Se ele não fizer o pagamento, aí nós vamos fazer igual todos fazem conosco e vamos sair penhorando todas as contas dele. Penhorar valores que ele tenha a receber no Flamengo. Em suma, o Botafogo vai se valer de todos os meios para poder receber esse valor.

Só queria fechar esse ponto. Finalmente o Botafogo foi recompensado e o seu direito foi reconhecido. Infelizmente não foram os 20 milhões porque a lei diz que o atleta deveria ter assinado o contrato, o que não ocorreu“, explicou o VP.

Recurso

Ainda cabe, sim, o embargo de declaração e recurso extraordinário. Mas é praticamente impossível reverter o resultado do julgamento. Isso não teria o efeito de mudar a decisão. Então, eles podem entrar com o recurso mas não vão modificar o que foi estabelecido hoje“, finalizou.

O Botafogo foi representado pelo escritório Capanema Belmonte advogados. Segundo Domingos Fleury, eles foram fundamentais na obtenção da sentença favorável ao Alvinegro.

Continue Reading

Notícias

Semana decisiva: Botafogo se prepara para novidades sobre SA, caso Arão e uniformes da Kappa

Published

on

Após mais uma derrota fora de casa no campeonato brasileiro, o Botafogo vira a chave para uma semana absolutamente decisiva. Não só pelo retorno de Alberto Valentim, que já reestreia contra o Vasco em São Januário; datas preestabelecidas prometem agitar os bastidores do clube. No mês passado, foram estipuladas datas exatas para decisões e acontecimentos importantes, todas na mesma semana. Além do clássico, projeto do Botafogo S/A pode finalmente ser finalizado, Botafogo pode obter vitória no caso Arão, e uniformes novos serão lançados. Confira o calendário feito pelo Seleção Alvinegra:

2ª E 4ª: RETORNO DE VALENTIM: PRIMEIRO TREINO E CLÁSSICO

Alberto Valentim tem seu retorno ao comando técnico do Botafogo anunciado na tarde desta segunda-feira. Ele conversa com a imprensa após comandar seu primeiro treinamento 15 meses longe do clube. Valentim terá dois dias para definir o time que enfrentará outro recente conhecido do técnico: o Vasco da Gama. Após passagem relâmpago pelo Egito, o treinador assumiu o Vasco no fim de agosto do ano passado. Se manteve com o clube na 1ª divisão por um ponto e foi demitido em abril deste ano após o vice no carioca e uma série de problemas no vestiário, envolvendo jogadores e diretoria. Ele foi substituído pelo próprio Vanderlei Luxemburgo, que hoje mantém o Vasco na 12ª posição,  com um ponto a mais que o Botafogo. Valentim já se juntou à delegação logo no aeroporto em São Paulo antes do último jogo, e assistiu das tribunas do Pacaembú a equipe de Lazaroni enfrentar o Palmeiras. 

2ª FEIRA, 14 DE OUTUBRO: DATA PREVISTA PATA APRESENTAÇÃO DO PROJETO DO BOTAFOGO S/A À ALTA CÚPULA DA DIRETORIA

Na última reunião ordinária do conselho deliberativo do Botafogo, realizada no dia 25 de setembro, Laércio Paiva, interlocutor do projeto da Botafogo S/A junto à Ernst & Young, definiu que o projeto estaria pronto no dia 14 de outubro.

Laércio Paiva apresenta ideias da S/A em reunião: interlocutor previu definição do projeto para o dia 14 de outubro

Totalmente formulado e estruturado, o planejamento seria apresentado aos dirigentes do clube, que aprovariam ou não a ideia. A partir disso, uma reunião será possivelmente convocada, e uma votação pode ser aberta para a alteração no estatuto. Isto é: a votação não acontece neste dia 14, somente uma possível apresentação do projeto aos diretores.

4ª FEIRA, 16 DE OUTUBRO: JULGAMENTO EM ÚLTIMA INSTÂNCIA DO ‘CASO ARÃO’

Se o alvinegro entra em campo para enfrentar o Vasco na quarta, nos tribunais, a decisão acontece em Brasília: data marcada para o julgamento em última instância do trâmite judicial envolvendo Botafogo, Flamengo e o volante William Arão. 

Relembre: 

A novela já dura quatro anos: no fim de 2015, quando ainda era atleta do Botafogo, Arão negociava sua saída para o Flamengo. Entretanto, uma cláusula contratual previa que, caso o Botafogo pagasse ao jogador o valor de 70% do seu passe (cerca de R$ 400 mil), o volante automaticamente teria seu vínculo renovado com o alvinegro. Com isso, para que pudesse se transferir para o Flamengo, teria que ser realizada uma oferta condizente com a nova multa rescisória do jogador – cerca de R$ 20 milhões. O Botafogo realizou o depósito, mas Arão devolveu o dinheiro e ofereceu seu passe de 400 mil reais ao Flamengo, e passou a ser jogador do rubro-negro carioca.

Arão obteve algumas vitórias nos tribunais do Rio nos últimos quatro anos: quadro pode reverter nesta quarta

O Botafogo entrou na justiça e perdeu todas as 9 instâncias nos tribunais do Rio de Janeiro. Mas na primeira decisão judicial em Brasília, realizada no mês passado pelo Tribunal Superior do Trabalho, deu Botafogo por 3×0. Agora, o julgamento em última instância decide o futuro do jogador. Você pode ter mais informações a respeito do caso lendo aqui a entrevista concedida por Domingos Fleury, Vice-Presidente jurídico do Botafogo, que conversou com exclusividade com o repórter Wellington Arruda do Seleção Alvinegra. Caso a justiça dê a vitória ao alvinegro, Arão volta a ter vínculos contratuais com o Botafogo.

6ª FEIRA, 18 DE OUTUBRO: LANÇAMENTO DOS NOVOS UNIFORMES DO BOTAFOGO FEITOS PELA KAPPA

A cara da Kappa: Dodô pode ser um dos ‘modelos’ nas fotos e vídeos de divulgação dos novos uniformes

Se tem retorno de técnico, também tem de fornecedor: a Kappa está de volta ao fornecimento de materiais esportivos do Botafogo depois de 10 anos, e dia 18 de outubro foi a data marcada para a divulgação das imagens dos novos uniformes. No início da noite, os modelos serão divulgados nas plataformas digitais da Kappa Brasil e nos perfis oficiais do Botafogo, e estarão disponíveis para compra online no sábado, dia seguinte. A campanha pode contar com Dodô, ex-atacante do clube que brilhou com a camisa do Botafogo da Kappa em 2006 e 2007. Além dele, artistas botafoguenses podem aparecer nas imagens. 
Além dos três modelos de jogo, uniformes como os de treino, goleiro, delegação e viagem também podem ser apresentados. Agasalhos devem ficar só para o ano que vem, além das camisas retrô. Os produtos devem estar disponíveis nas lojas físicas na semana seguinte, mas não haverá nenhum desfile de lançamento como houve por exemplo em 2007, quando as camisas foram lançadas em um desfile que contou com ex-jogadores, atletas daquele time e artistas. Botafogo e Kappa chegaram a um consenso e entenderam que o momento vivido pelo clube financeiramente não viabiliza o melhor ambiente para um grande evento. Os próprios jogadores do atual plantel não estão participando de ações de marketing e não concedem mais entrevistas na sala de imprensa, em protesto pelos salários atrasados.

Atriz Flávia Alessandra desfila com a camisa de 2007. Segunda passagem da Kappa pelo Botafogo será menos badalada por conta da situação do clube
Continue Reading

Notícias

Capítulo final: justiça marca data de julgamento do caso Arão

Published

on

TST de Brasília determina data para o julgamento em instância final entre Botafogo e William Arão.

Chegou a hora verdade! Após mais de 3 anos de brigas judiciais, o Tribunal Superior do Trabalho marcou o julgamento final que envolve William Arão e Botafogo. O caso será revisto e finalizado no próximo dia 16/10 (quarta-feira), em Brasília.

No primeiro julgamento na capital federal, todos os ministros da quarta turma do Tribunal Superior do trabalho deram razão ao Botafogo e, por 3-0 votos, entenderam que o Botafogo tinha legitimidade em seus argumentos. Com isso, ficou estabelecido que o recurso do Botafogo merecia ser julgado novamente.

Nesse julgamento, que é de instância final, será estabelecido se o clube tem ou não razão no caso. O Dr. Domingos Fleury, Vp jurídico do Botafogo, em entrevista exclusiva ao Seleção Alvinegra, explicou o que poderia acontecer em caso de vitória do Botafogo no tribunal. Confira essa entrevista clicando no link: http://selecaoalvinegra.com.br/2019/09/28/caso-arao-vice-presidente-juridico-do-botafogo-dr-domingos-fleury-conta-andamento-do-processo/

Relembre o caso:

William Arão foi contratado pelo Botafogo em 2015. Seu contrato ia até o final da temporada e tinha uma cláusula de renovação automática. Para isso, o Botafogo deveria depositar uma quantia de R$400 mil e o jogador passaria a ter mais um ano de vínculo com o clube. O alvinegro depositou essa quantia duas vezes, mas o jogador devolveu toda quantia.

Previsto em contrato, sua multa rescisória passaria a valer R$ 20 milhões, com os seus direitos econômicos sendo divididos com 70% do Botafogo e 30% com o jogador. 

Com o entendimento que essa cláusula feria a nova norma da FIFA, que proibia investidores terem direitos econômicos de jogadores, o Botafogo teve seus recursos indeferidos na justiça. 

O departamento jurídico entende que, com uma nova determinação da FIFA, em que entende que os atletas não podem ser considerados terceiros, seus argumentos são válidos e a polêmica cláusula contratual tem valor.

Continue Reading

Videos da Seleção

Mais Notícias

Preto no Branco18 horas ago

Athletico 1-0 Botafogo: ninguém joga pior que a gente

Nada de novo sob o Sol. Se o torcedor vai para o Estádio Nilton Santos preparado para uma guerra, ele...

Dossiê Alvinegro2 dias ago

Dossiê alvinegro – Athletico x Botafogo

Desesperado por pontos, alvinegro enfrenta um Athletico imponente como mandante e há sete jogos sem perder no brasileiro. Valentim volta...

História4 dias ago

Didi: o homem que preferiu o Botafogo ao Real Madrid

“Acabou a sopa deles. Agora é a nossa vez. Vamos encher a caçapa desses gringos de gols!”, falou Didi com...

Preto no Branco6 dias ago

Botafogo 2-0 Avaí: lugar de gente maluca

A sexta-feira passou. O sábado também. O domingo se arrastou. Observei a rodada, como quem não liga muito, e fingi...

Entrevista1 semana ago

Torcedor botafoguense que foi agredido por engano afirma: “meu sentimento pela torcida segue o mesmo!”

A noite de quinta feira foi marcada por um tenso Botafogo x Flamengo. O jogo ficou em segundo plano. Com...

Preto no Branco1 semana ago

Botafogo 0-1 flamengo: nós contra todos

O confronto de hoje foi atípico. Infelizmente, fugimos do futebol. Desde o pré-jogo, percebíamos o clima hostil dentro de nossa...

Dossiê Alvinegro2 semanas ago

Dossiê Alvinegro – Botafogo x Flamengo

Em duelo que marca desequilíbrio de momentos, clássico da rivalidade ultrapassa as quatro linhas novamente De um lado, crise política,...

História2 semanas ago

Gérson no Botafogo: a saída do Flamengo, o ponto de ônibus e a ostentação alvinegra para comprar o meia

Todo botafoguense já conhece a história do dia que o time do Flamengo saiu de campo para não ser humilhado...

Preto no Branco2 semanas ago

Santos 4-1 Botafogo: ninguém ama como a gente

Eu poderia falar de ódio. De rancor, de raiva, de sofrimento, de tristeza, de desespero. Poderia falar, mais uma vez,...

Preto no Branco2 semanas ago

Botafogo 0-2 Cruzeiro: coisas não ditas

Há 17 anos, estava na arquibancada do Caio Martins, contra o São Paulo, vendo o gol do Dill, que decretou...

Mais Vistas